Comendo a empregada – Conto porno

Comendo a empregada – Conto porno. Não adianta é o sonho de toto patrão comer a empregada. A menos que ela seja feia, o que não é oc aso desse conto porno.

Chamo-me Fred,tenho 25 anos( nasci em 86). Há muitos anos eu leio contos e só agora criei coragem para contar algumas das minhas vivencias, talvez por isso não escrevi antes, não quero publicar nada inventado que realmente não tenha acontecido. Eu tinha 12 anos(1998) morava em um condomínio de vários apartamentos.Eu passava as tardes no pátio brincando junto com as outras crianças quem fazia meu almoço era meu pai que trabalhava em casa e minha mãe passava o dia inteiro fora.Pois bem,tudo começou quando meu pai começou a trabalhar fora e tiveram que contratar uma empregada,antes tinha uma diarista que duas vezes por semana limpava a casa mas com meus pais trabalhando fora alguém precisaria fazer meu almoço,limpar a casa e tomar conta de mim.Contrataram “Eloisa” uma mulatinha de bumbum redondinho firme e seios do tamanho de um limão grande,filha da faxineira da empresa da minha mãe. Segunda feira cheguei da aula e lá estava Eloisa colocando o almoço na mesa,eu nunca fui tímido mas Eloisa era estranha pra mim e ela não era de muita conversa mas aos poucos fomos ficando amigos e até parei de procurar meus amigos por um tempo,passei a ficar mais em casa vendo TV,jogando vídeo game na companhia da Eloisa.Por conta disso meus amigos começaram a me caçoar dizendo que Eloisa era minha babá e por isso parei de conversar com meus amigos e também com Eloisa.Passado alguns dias ela veio perguntar se eu estava chateado com ela e acabei contando tudo o que estava .Ela respondeu dizendo que não era minha babá e que os meninos diziam isso por inveja e eu ingênuo perguntei: -Inveja de que? -De você ser o único que fica a tarde toda sem o pai ou a mãe por perto e pode fazer o que quiser sem levar bronca! Dei um sorriso e disse que não era bem assim porque ela podia contar para os meus pais se eu fizesse alguma coisa de errado, mas ela insistiu dizendo: -Porque você não tenta fazer alguma coisa que seus pais não deixariam e vê se eu vou contar pra eles?! Ela me deu um abraço e depois deitei com a cabeça na coxa dela enquanto ela fazia um cafuné aquilo me deixou em transe era tão gostoso sentir aquele carinho que quando ela parou com o cafuné resmunguei pedindo pra ela continuar e então ela disse que eu precisava tomar um banho.Fui correndo pro chuveiro e quando sai do banho ela pediu pra me dar um “cheiro”.Ela chegou perto do meu pescoço e disse: -Hum que cheirinho gostoso,lavou bem atrás da orelha? Fiz com a cabeça que “sim”. Ela então ergueu minha camisa e foi cheirando minha barriga e passava as duas mãos nas minhas costas e eu outra vez fiquei em transe,depois fui descobrir que era tesão.Ela ameaçou parar dizendo que não era justo só eu ganhasse carinho e se deitou na cama já sem a blusa só de sutiã.Passei a mão nas costas dela mas todo sem jeito e o sutiã atrapalhava ela pediu pra eu tirar o sutiã e não sei como consegui logo de primeira.Eloisa então pediu pra eu beijar as costas dela e eu obedeci,beijando cada cm das costas.Ela se virou pegou minhas mãos e colocou nos seios dela,meu coração batia a mil por hora,aqueles seios durinhos com biquinho pequeno e aquela pele morena,logo Eloisa estava com a boca no meu pau e eu estava recebendo meu primeiro boquete.Nunca tinha gozado antes e a sensação era uma vontade de fazer xixi,mas não saiu nem porra nem xixi.Eloisa me fez prometer que aquele era nosso segredo,juntou sua roupa e foi para a dependência da empregada.Em seguida minha mãe chegou,Eloisa foi embora e eu naquela noite tive meu primeiro sonho erótico.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *