Provocando meu médico

O postinho de saúde do meu bairro começou a disponibilizar consultas com um médico novo, ele era lindo, alto, moreno e bem humorado, eu passei a me consultar regularmente com ele, conversávamos por horas no seu consultório, minha consultas  eram sempre demoradas eu adorava provoca-lo

Resolvi provoca-lo ainda mais, me vesti feito uma periguete!


Marquei uma consulta, confesso que menti na hora de fazer ficha, aleguei que estava com muitas dores nas costas, fui passar pelo meu médico usando  um vestido roxo bem curtinho e colado ao meu corpo sem calcinha e sem sutiã, meu decote era muito provocante,  é claro.

Sou baixinha da cintura fina e bundão grande, tenho peitos pequenos e durinhos, por cima do vestido eles sempre ficavam apontando para frente, eu adoro  vê os homens olhando meus peitos durinhos, ele sempre olham.

Entrei no consultório e o cumprimentei com um beijo no rosto e um abraço, pois não que o vc está sentindo hoje? ele era muito sério.

 

Doutor eu estou morrendo de dores nas costas.

Ele aproximou de mim e colocou seu aparelho por cima de meus peitos para verificar meus batimento, eu na maldade deixei meu vestido descer um pouco quase expondo os biquinhos dos meus peitos, meu coração estava acelerado, sua mão passeava levemente sobre minha pele sentindo meus batimentos,  os biquinhos dos meus peitos estavam começando a aparecer, ele olhava  meu busto por cima e me alisa.

Preciso analisar suas costas agora, você pode deitar na maca de barriga para baixo?

Então ele foi até a porta e a trancou.

Eu deitei com meu bumbum empinado e meu vestido levantou deixando minha bunda de fora, como eu estava sem calcinha, minha xaninha ficou visível, ele se aproximou e começou a passar a mão em minhas costas, cada vez que ele passava meu vestido subia mais, deixei minha bunda toda empinada, expondo meus ânus e minha xaninha para ele que nem disfarçada,  não tirava o olho de min, percebi o volume da sua calça subindo, ele estava de pau duro me examinando.

Eu estava de olhos fechados, empinei mais ainda minha bunda e fiquei piscando meu cuzinho para ele, ele sentiu meu cheiro bem de perto,  eu estava totalmente depilada então ele teve total visão do meu buraquinho rosa abrindo e fechando para ele.

Pode me analisar Doutor.

Ele começou a apalpar minha bunda, então eu fiquei de quatro abaixei a cabeça deixando meu cuzinho na cara dele que já estava de pau duro, quase não acreditando no que eu estava fazendo, ele começou a beijar minha bunda e eu não parava de me abrir para ele,  que foi me beijando e aproximando sua boca do meu cuzinho, quando começou a  beijar no meu lugarzinho mais sensível quase desmaiei de tanto tesão, ele lambia meu cuzinho e sentia sua língua passeando, entrando e saindo do meu rabinho.

Nossa Doutror como o senhor é safado! esta me examinando muito bem.

ele fudia meu cu com sua língua dura, minha vagina escorria gozo, eu estava muito molhada, desci para o chão e fiquei deitada na mada com meu rabo virado para ele quando vi ele tirando seu para para fora cuspiu na mão e lambuzo-o bem, se ajeitou e começou passando a cabecinha na portinha do meu cu, eu estava em êxtase, minhas provocações estavam dando resultado.

começou a me penetrar, abri meu ânus para ele entrar logo em mim, foi deslizando e começou a bombmar com muita força, pena que eu não podia gemer bem alto, por que os outros pacientes estavam do outro lado da porta, que pau gostoso, ele metia e tirava, deixando meu cuzinho aberto, eu não perdia tempo começava a pistar chamando ele de volta, ele metei e falou vou gozar!!!

nessa hora eu gozava feito uma vaca pela vagina, escorri gozo pelas pernas, eu estava muito melada, o desgraçado começou a derramar sua porra dentro de mim e gozou até a última gota. OHHHH!!!! DELÍCIA!!!!! senti a última latejada e ele foi tirando seu membro lentamente do meu rabo.

Levantei e disse obrigado pelo tratamento doutor, abaixei o vestido e com o cu escorrendo gala saí do consultório e fui para casa tomar um banho.

volte sempre que sentir algo, querida.

 

Continua….

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *