Conto Gay – Mamei gostoso no Aeroporto

Nunca imaginei que aconteceria comigo. Tenho 35 anos, moreno, 175cm, 80 kilos, cara discreto, mas que curte uma sacanagem com outros caras no sigilo e segurança.

Pois bem, estava no aeroporto de Guarulhos terminal 2, hora do almoço, tinha ido levar meu cunhado para embarcar. Chegamos cedo ele ja foi pra sala de embarque. Fiquei dando umas voltas no aero e cheguei ate o terminal 3 embarque internacional. Juro que não pensava em nada demais. Deu uma puta vontade de ir no banheiro, segui as placas e deu num corredor próximo ao restaurante Oliver

Garden, achei o banheiro bem escondido, fui no mictório e estava la de boa mijando quando vi um cara engravatado colando do meu lado. Devia ter uns 30 anos, alto, branco, cabelo na régua. Cara de safado, na hora saquei que ele queria algo. Coraçao bateu forte, fazia tempo que não saia com um homem. Ele fez sinal com a cabeça e me mostrou a rola. Me tremi todo! Parecia adolescente. Não pensei 2x ja comecei a pegar no pau dele e punhetar de leve.

A rola era mediana, meio torta e muito pentelhuda. Como banheiro estava vazio ele me puxou pro reservado. Sentei na privada, ele ficou de pé. Ele abaixou as calças e eu abocanhei aquela rola, chupei muito e punhetava ele.

Ele fazia caras e bocas de tesão. Vira e mexe eu escutava o barulho de alguem secando a mão ou entrando no banheiro. E eu ali mamando aquele engravatado gatão.

Ele fez sinal que queria me comer. Mas eu não quis, fiquei com medo….afinal não estava preparado e tinha meu limite.

Continuei mamando uns 5 minutos, quando de repente sinto ele ofegar e morder os dedos, quando vejo minha boca é inundada por porra quente e grossa. Um gosto meio amargo, delicioso. Cuspi no cesto de lixo. Ele me deu um tapinha na cara e falou : ” valeu!”.

Abriu a porta e saiu me deixando sentado no vaso.

Não tinha ninguem no banheiro. Saí também, ele estava lavando a mão na pia. Encostei ao lado e lavei a boca nos olhamos pelo espelho e ele me deu um sorrisinho sacana e saiu.

Ainda demorei uns minutos no banheiro. Lavei o rosto, esperei meu pau baixar e saí.

Estava em êxtase pela aventura vivenciada. Fui la fora onde as pessoas pegam e chegam de carro. E de repente vejo ele encostado num táxi.

Ele quando me viu deu uma ajeitada no pau, riu e saiu com táxi.

Isso faz uma semana, imagina quantas punhetas não bati relembrando esse episódio.

Essa semana vou lá de novo. Quem sabe não reecontro ele.

Acho que ele acabou despertando minha puta banheirao.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *