A Médica Casada

Olá amigos leitores, olha eu aqui novamente depois de quase um ano sem escrever. Para quem ainda não leu meus contos, e infelizmente não vão ler, pois meus textos foram todos deletados, sou o Nick ou como alguns leitores me conhecem Sr Cafajeste. Muito prazer, irei fazer uma breve descrição minha aqui, bom sou moreno mulato, 27 anos, 1,75 de alt, 70kg, gostoso,lindo rsrs, cabelos pretos lisos, pés 42, olhos castanhos, boca carnuda e um pau normal de 17cm grosso e delicioso. Sou casado a 5 anos, para quem leu meus contos sabem bem que eu curtia um pouco rsrs, mas infelizmente alguns imprevisto de trabalho, família, filhos rsrs, aí fui ser ou tentar ser um homem direito, reto, eu tentei gente, juro, mas quando a carne é fraca, aí não tem jeito. Para concluir minha descrição, eu trabalho como segurança num condomínio em São Paulo capital próximo ao estádio do Pacaembu, aonde tenho claro muito envolvimento com mulheres, todos os tipo de mulheres rsrs, solteira, noiva, casada carente, viúva, e por ser casado, bem resolvido, apaixonado por minha esposa, não sou aquele cara descarado que mexe com qualquer mulher que aparece, sou tranquilo, mas quando surge uma tentação na minha frente, o inocente vira Cafajeste, e aquela carinha ingênua se transforma em uma cara de safado, olhar penetrante.

Aonde eu trabalho tem escolas, faculdades, hospitais, tudo perto, então por isso vejo diariamente muitas mulheres, professoras, médicas, enfermeiras, alunas, mãe de alunos, como a rua é pequena e não tem zona azul, muitas pessoas param o carro por aqui, e quase sempre são as mesmas pessoas, chego até fazer amizades com algumas com a frequência que elas colocam o carro aqui na rua. Uma vez ou outra aparece, uma pessoa diferente, um aluno novo, uma médica nova, ou até paciente também, como a rua é pequena, a procura pelas vagas são grandes, então muitos chegam até mais cedo para colocarem o carro por aqui, as vezes até guardo alguma vaga a pedido de alguém ou até mesmo para alguém do condomínio.

Um dia, um morador do condomínio pediu para guarda uma vaga a ele pois iria chegar um prestador de serviço que na parte da manhã iria trabalha no apartamento dele durante uma semana, então eu deixava todos os dias uma vaga para esse cara separado durante uma semana na parte da manhã, ele ficava das 7 as 13 horas, que é o mesmo horário que troca o plantão no hospital, que algumas professoras e alunos estão indo embora também.

Na sexta feira, o último dia que o prestador de serviço parou o carro aqui na frente, ele saiu um pouco mais cedo, umas 11 horas e a rua lotada de carros e sem vagas, como surgiu essa vaga deixei ela livre para qualquer pessoa poder para o carro, não demorou muito um carro branco, vidros escuros para ao lado da vaga, mas não estacionou, como um homem de segurança fiquei em atenção, não sabemos o que pode está por vim, até que o vidro se abaixa e dentro do carro uma linda morena, cabelos lisos, olhos verdes, uma boca perfeita, e maquiagem leve, sentir o seu perfume de longe, adocicado, excitante, e então aquela linda mulher de aparelhos nos dentes que a deixava ainda mais sexy;

(Ela) – Oi Moço, bom dia, estou desesperada atrás de uma vaga, tenho uma paciente para atender agora no hospital, será que meu carro entra aqui?

(Eu) – Claro que entra meu anjo, pode vim que ajudo a você estacionar o carro.

(Ela) – Aí moço, você não quer estacionar? É que eu não muito boa.

E seu aquele sorriso me deixou louco, ali o Cafajeste já estava louco excitado e nem tinha aí da visto o corpo daquela princesa, dei uma piscada a ela e pedi que descesse do carro, morena clara, calça preta de sarja , bem colocada parecendo uma legue, uma camisa branca e com uns seios médios, mas como estava sem bojo, dava para percebe que eram bem durinhos, salto alto, linda olhei ela em cima em baixo, ela claro que reparou mas notei que ficou sem graça, então parei o carro dela, ela pegou o jaleco branco, eu estava muito excitado, e de calça social, imagina o volume rsrs, ela deu uma olhada discreta, olhei nos olhos dela e dei aquele sorriso malicioso, ela também sorriu, pegou a chave do carro e se foi, toda gostosa, aquele bumbum gostoso, com aquela calça apertada e fio dental, que maravilha, que delícia, fui ao banheiro e me masturbei pensando naquela delícia.

As 17:00 horas a morena vem descendo a rua toda sorridente com o jaleco na mão.

(Ela) – Moço.

(Eu) – Nick, pode me chamar de Nick, prazer.

(Ela) – Muito obrigada Nick, muito mesmo, nem sei como agradecer.

(Eu) – Esse seu sorriso já vale pelo pagamento, não fiz nada de mais, faria todos os dias por você, por esse lindo sorriso.

E dei uma piscada a ela, mas dessa vez ela não ficou sem graça e falou;

(Ela) – Que bom, porque acho que vou ficar vindo durante um mês ou mais atender alguns clientes nesse horário, a Doutora que faz esse horário está de licença aí estou vindo no lugar dela.

(Eu) – Que maravilha rsrs, então se for verdade vou guarda essa vaga especialmente a você todos os dias.

(Ela) – Então pode guarda porque é sério, mas os horários as vezes nem sempre vão ser os mesmo, se puder guarda essa vaga para mim, porque já percebi que aqui é difícil.

(Eu) – Faz assim, marca meu número, e todos os dias antes que você vinher me manda uma mensagem ou liga avisando, assim nos comunicamos, o que você acha?

(Ela) – Por mim tudo bem sem problemas pode me passar.

Então ela anotou e me deu um toque, meu celular chamou;

(Ela) – Esse é meu número tudo bem.

(Eu) – Só falta a Doutora me dizer o nome rsrs

Ela então sorriu;

(Ela) – Pode me chamar de Mel.

Sorriu e se foi deixando seu perfume delicioso no ar.

Delícia de mulher, me enfeitiçou, coloquei na cabeça que ela seria minha, peguei o celular para guarda na agenda o número dela e claro que atualizei o whatsapp, então apareceu a foto daquela morena linda e gostosa com baton vermelho. Pensei em mandar uma mensagem a ela, mas aí seria invasivo de mais, mas também se eu não mandasse não seria o Cafajeste;

Por whatsapp;

(Eu) – Olá Doutora Mel, desculpe ser invasivo, mas tenho que agradecer por esse seu lindo sorriso e delicioso perfume que deixou aqui até agora. Beijos do Nick, e não me esquece de avisar amanhã cedo.

Ela leu mas não respondeu, pensei fiz merda. Depois de quase uma hora chega uma mensagem;

Por whatsapp;

(Mel) – Oiee Nick, pode deixar que te aviso sim, e o seu perfume gostoso que se não me engano é o Malbec também ficou marcado aqui no meu carro, espero que meu marido não entre nesse carro hj kkkkk..

Então mandei uma carinha a ela de assustado;

(Eu) – Nossa você é casada? Me desculpe não Vi aliança no seu dedo então achei que não teria problemas, mas foi mau aí em te mandar essa mensagem meu anjo, só queria dizer mesmo que adorei seu perfume e o seu sorriso rsrs. Beijos

(Mel) – Fica tranquilo Nick, ele só vai chegar depois da meia noite, hoje é dia dele jogar futebol com os amigos e esquecer da esposa, não uso aliança por questão pessoal.

Bom se ela respondeu é porque ela deu brecha, se não ela falava OK, ótimo agora é só continuar rsrs.

Ainda por whatsaap…

(Eu) – Que bom, então acho que ganhei uma nova amiga rsrs, e por cima linda e cheirosa.

(Mel) – E você percebi sua aliança em sua mão, sua esposa não vai achar ruim de trocar mensagens com outra mulher?

(Eu) – Relaxa Mel, esse número celular uso apenas para trabalho, em casa ele fica na minha bolsa desligado com senha e o chip guardado no fundo falso da bolsa rsrs, então fica tranqüila.

(Mel) – Que bom.

E mandou um sorriso

(Eu) – Bom Mel, vou ser direto e reto contigo, você me deixou excitado, enfeitiçado, por esse perfume e seu sorriso lindo, sem falar na calça colada que você usava.

(Mel) – Nossa direto você hein, mas bem que percebi isso.

(Eu) – Eu sei que você percebeu por isso estou te falando, e agora essa foto de perfil com esse batom vermelho, você é uma tentação de mulher, ainda estou excitado.

(Mel) – Prova.

Quando ela falou isso fiquei louco, não achava que seria tão fácil assim, mas quando ela falou que o marido foi jogar bola e deixou ela sozinha em casa percebi sua carência. Fui no banheiro tirei umas fotos do NickJR e mandei;

(Eu) – Olha o jeito que você me deixou Mel, de pau duro, me fala a cor do fio dental que você estava usando hoje por favor.

(Ela) – Nossa que fotos deliciosas, que pau gostoso, grosso, adorei. Fio dental? Como sabe que eu estou de fio dental?

(Eu) – Sou homem, safado, cachorro, cafajeste, a primeira coisa quando você se virou foi olhar para esse bumbum gostoso, você de salto alto deixou seu bumbum gostoso de mais, todo empinadinho.

Passou quase uma hora, chega umas imagens, ela de fio dental branco na frente do espelho, que mulher é essa, que loucura, que delicia, gostosa é pouco para descrever.

(Mel) – Eu estou com essa aí, vou tomar banho agora seu lindo, depois a gente se fala OK.

(Eu) – Você acaba comigo mandando essas fotos, só te falo uma coisa, quando eu te pegar você se arrepender de ter parado o carro aqui. Beijos e boa noite. Só uma pergunta você tem quantos anos? Desculpa a indelicadeza rsrs.

(Mel) – Que isso, não vai me achar velha hein, eu tenho 29 anos e você bebê?

(Eu) – Nossa, linda, nem parece, eu tenho 27.

(Mel) – Danado rsrs.

No outro dia (Sábado) ela me manda um áudio com uma voz doce e delicada;

(Mel) – Nick hoje vou chegar mais ou menos meio dia tudo bem? Consegue parar a vaga para mim?

(Eu) – Sua voz é doce como seu nome. Hoje é sábado gata, não é necessário porque aqui tranquilo, como não tem aula então pode vim de boa.

(Mel) – Tudo bem então, preciso te fala uma coisa.

(Eu) – Pode falar.

(Mel) – Que horas você sai daí?

(Eu) As 19.

(Mel) – OK então as 19 eu passo aí.

Xiii já viu que azedou o pé do frango e a morena já quer me corta. Deu meio dia, uma hora e nada, e ela não apareceu, dito e feito a morena fugiu que droga. 19 horas saindo do condomínio já trocado vejo o carro dela parado em frente, ela abaixa o vidro e pede para eu entrar;

(Mel) – Oi tudo bem?

(Eu) – Tudo sim o que aconteceu? Vai me da um fora? Não precisava vim aqui para isso gata.

(Mel) – Me desculpa, passei do limites ontem, eu estava estressada com meu marido, falta se atenção, e acabei deixando meu levar e não deveríamos chegar naquele ponto, quero que apague as fotos por favor e desculpa.

(Eu) – É só isso? Se for fica tranqüila que apago tudo todos os dias.

(Ela) – Sim, quero que me entenda ok.

(Eu) – Posso dar ao menos um beijo no seu rosto?

Ela faz que sim com a cabeça, e fui beijar seu rosto, mas aquele perfume me enlouquecia, peguei ela pelos cabelos e beijei sua boca, ela se solta e me da um tapa na cara;

(Eu) – Desculpa me descontrolei, esse perfume me enfeitiça.

Antes dela abri a boca eu saio do carro e fecho a porta, mas eu tinha certeza que ela iria me procurar nem que fosse para acabar comigo kkkkkk. Dito e feito, não demora nem cinco minutos;

(Mel) – Seu Cafajeste, você é louco? Pirou? O que deu em você?

(Eu) – Primeiro, eu sei que você gostou, segundo, ali do seu lado, trancado naquele carro, sentido seu cheiro, com essa sua boca deliciosa e que boca hein, não teve como, valeu a pena levar o tapa na cara e experimentar essa sua boca.

Ela não respondeu e me bloqueou, aí já era, mas pelo menos um beijo eu roubei e um tapa eu levei kkkkkk.

Passou domingo, como era minha folga e certeza que ela também não iria, nem liguei o celular. Na segunda feira como todo dia de semana sempre cheio de carro, pensei comigo, aquela morena ainda vai passar aqui procurando por vaga, fui e guardei a mesma vaga, dito e feito, passou duas vezes na rua procurando vaga mas ela não parou lá, eu fui e tirei o cone e deixei a vaga aberta, na terceira ela veio parou e nem pediu ajuda, desceu do carro com seu jaleco na mão, dessa vez com uma calça jeans bem justa empinando aquele rabo gostoso e uma blusinha vermelha e se foi sem ao menos olhar para trás.

Deixei um bilhete no vidro do carro dela bem assim;

(Eu) – Ao menos poderia agradecer pela vaga né. Não se faz de difícil, eu sei que você sente o gosto da minha boca, e você linda e cheirosa como sempre.

Ela aparece já umas 18 horas, pega o bilhete lê e entra no carro.

(Mel) – Primeiro muito obrigado pela vaga, segundo você se acha o tal né, se acha o gostoso, você é muito safado, cara de pau e Cafajeste isso sim. A parti de amanhã eu vou colocar o carro no estacionamento do hospital fica tranquilo.

(Eu) – Pode me xingar, eu gosto e fico ainda mais gamado por você, vou deixar essa vaga aqui todos os dias para você, e sei que vai parar aqui novamente, eu aceito levar outro tapa por um beijo gostoso seu.

Passou um tempo e percebo que ela não saiu dali com o carro, mas eu nem dei importância, deu meu horário eu entrei tomei banho e sai, ela então da farol, eu mesmo assim contínuo andando, ela então vem abaixa o vidro e fala;

(Mel) – Vai me deixar falando sozinha?

(Eu) – Tem certeza que e para eu entrar no carro?

(Mel) – Entra logo.

Entrei ela subiu o vidro e antes de abri a boca puxo ela pelos cabelos novamente e a beijo, mas dessa vez ela cede e beijo muito, e que boca gostosa, passo a mão pelo seu corpo, pelo seios, puxo ela bem perto no ouvido segurando o cabelo dela e falo;

(Eu) – Sabia que você não iria conseguir ficar longe de mim, você é uma delícia, que mulher gostosa, esse perfume, essa boca, essa bunda, esse corpo me enlouquece.

(Mel) – Você é muito safado, você que me agarrou seu Cafajeste, cachorro gostoso.

E me beija senta no meu colo gruda no meu cabelo e beija mais, morde minha orelha, agora sim a safada se transformou;

(Mel) – Aiaiai, vamos parar, não podemos fazer isso, somos casado, meu marido está em casa me esperando hoje.

(Eu) – Se você quiser é só falar e eu saio do carro, mas eu sei que você quer continuar, sei que você quer ir além e eu também quero, quero esse seu corpo todo, quero te chupa todinha, te possuir por inteira, quero te foder gostoso.

(Mel) – Assim você me mataaaa, aí que delícia, estou sentindo esse pau gostoso aqui embaixo no meu bumbum, pena que estou se calça jeans se não iria rebolar gostoso nesse pau seu cachorro.

(Eu) – É só tirar a calça ue.

(Mel) – Não hoje não da, meu marido está em casa já.

Então ela sai do meu colo, vê meu pau todo duro passa a mão e fala;

(Mel) – Ai que pau é esse menino.

Eu passo a mão no meio das pernas dela e falo e que boceta é essa morena, agarro ela novamente, abro a calça dela e enfio meu dedo naquele bocetinha que já estava toda ensopada;

(Eu) – Nossa, que delícia, está quente, melada, deve está uma delícia hummmm

Tiro o dedo e coloco na boca.

(Mel) – Aiiiii não, não para, assim eu não aguento, hoje não.

Ela novamente passa a mão no meu pau, eu tiro ele para fora da calça;

(Mel) – Você é louco, vamos parar por favor, hoje não. Nossa que pau é esse garoto.

Ela pega e começa a chupar gostoso, que delicia, que boca, que safada, nossaaa.;

(Eu) – Aiiii safada, isso, chupa esse pau, adorooooo, gostosa, me faz gozar gostoso.

(Mel) – Que pau gostoso, que pauuuuu hummm delícia

Então ela chupa, chupa;

(Eu) – Vou gozar, vou gozar.

Ela tira a boca;

(Eu) – Continua, começou agora termina, vai sua cachorra, vai gostosa isso, chupa esse pau hummmmmmmm delícia, caralho que boca, ahhhhh porra delícia, estou gozando uiiii hummmm isso, engole tudinho, isso, hummmm caralhoooo.

Ela então engole tudo olha para mim;

(Mel) – FDP, porque você fez isso, eu nunca deixei ninguém fazer isso comigo nem meu marido.

(Eu) – Então ele é um fraco, deve ser ruim de cama que só. E você vai se acostumando, que comigo você vai fazer tudo que não fez com ele. Beijei a boca dela, Fechei a calça e sai do carro.

Por whatsaap…

(Eu) – Quero mais amanhã, quero todos os dias, até o último dia em que você ficar nesse hospital.

(Mel) – Eu também quero, você é muito gostoso, e o gosto da sua porra ainda está na minha boca Fdp, e agora vou ter que comprar uma bala para meu marido não desconfiar.

(Eu) – Não, eu quero que chegue em casa assim, e aquele corno sinta esse gosto gostoso na sua boca, e outra sexta que é dia dele ir para o jogo com os amigos quero você de vestido, ou melhor mini vestido.

(Mel) – Você é louco né só pode

E foi assim todos os dias até chegar sexta feira, eu gozando na boquinha dela todos os dias, e todos os dias ela chegando com gostinho de porra na boca. Mas sexta feira ela não apareceu com o carro ali, estranhei mas também não mandei mensagem, não sabia se ela estaria com o corno, e passa o dia todo e ela não apareceu, mas ela estava online no whatsapp, até então;

Por whatsapp;

(Mel) – Sentiu minha falta Nego?

(Eu) – Claro que senti, até pensei que tivesse desistido.

(Ela) – Eu desistir? Nessa altura do campeonato? Jamais, quando você estiver saindo me avisa.

As 19 horas aviso ela, então ela aparece, eu entro no carro, e vejo aquela safada com um micro vestido vermelho que dava para ver sua calcinha vermelha também, não aguento, não resisto, puxo ela pelos cabelos, beijo ela e já meto a mão naquela boceta, que delícia já estava molhada, quase que rasgo aquele vestido dela ali mesmo, tiro o cinto dela, abro as perna dela tiro a calcinha de lado e ali mesmo na frente do meu trabalho começo a chupar aquela boceta toda ensopada;

(Mel) – Aiiii nossaaaa, que delícia, nem preciso pergunta de você gostou né seu cachorro, seu puto.

(Eu) – Loucuraa, você é uma mulher de ouro, como que aquele corno não te satisfaz, me fala? Delícia de boceta, hummmm cheirosa, gostosa e lisinha.

(Mel) – Depilei ela todinha para você, imaginei que gostava assim, porque você também é todo lisinho.

(Eu) – Sendo cheirosa, pode ser lisinha ou peludinha eu chupo, mordo e fodo do mesmo jeito.

Ela me olhou passou mordeu o canto da boca;

(Mel) E aí para onde vamos?

(Eu) – Pula para esse banco deixa eu dirigir.

(Mel) – Vamos para um motel?

(Eu) – Não, vamos fazer uma coisa que tenho certeza que esse mauricinho nunca deve ter feito contigo.

Então eu tomei a direção e levei ela numa rua aqui perto, rua escura eu já conhecia, não passava quase ninguém na rua, era tranquila, cheia de árvores, parei o carro;

(Eu) – Desci.

(Mel) – você está louco? O que está fazendo?

(Eu) – Vamos, para de frescura, deixa de besteira e desce do carro.

Eu desci e fui e abri a porta e ela desceu. Levei ela na frente do carro, coloquei ela na frente do capô de costa para mim, levantei o vestido dela tirei a calcinha dela e guardei no bolso da calça;

(Mel) – Você está louco só pode, aqui na rua não você é louco?

Sem falar nada, começo a chupar a bocetinha dela por trás, já estava toda lambuzada, ficou mais ainda, fiz ela gozar na minha boca;

(Mel) – Aiiii caralho, seu puto, aqui não por favor, ahhh deliciaaaaaa vou gozar, hummmmmm nossa que delícia de língua hummmmmm. Delícia.

(Eu) – Agora me responde. Você já fez isso alguma vez putinha?

(Mel) – Não, eu nunca fiz, na verdade depois que casei nunca nem fui ao motel, hummmmmm

Tiro a calça, e fico só de cueca box branca, abaixo a cueca, enfio meu pau na boceta dela, ela fica com as duas mão no carro, e eu com uma mão puxando o cabelo dela e a outra segurando na cintura, e enfiooooo tudo. Que boceta, que tesão, que mulher, ela estava tão melada que meu pau deslizou para dentro dela todinhoo;

(Eu) – Aiiii Caralho, que boceta gostosa da porra, hummmmmm safada, sua putinha, era isso que você precisava, de um pau desse nessa sua boceta gostosa delícia. Hummmmmm

(Mel) – Ahh, Ahh, puta que pariu, que delícia, fode, fode esse pau, enfia tudo, Aiiii caralho que delícia de pau hummmmmm, nossa que gostosoooooo hummm, vai, vai isso, isso, assim eu gozo de.novo seu safado seu puto Cafajeste. Que deliciaaaaaa, meu macho gostoso uhhhhh

Soquei ali nela uns cinco minutos fiz ela gozar gostoso que chegou a se molhar toda;

(Mel) – Ahhhh porra, que isso, eu nunca gozei assim, nossa me molhei toda hummmm o que você está fazendo comigo, hein. Vamos sair daqui, é muito perigoso, pode aparecer alguém.

(Eu) – Eu estou te satisfazendo por completa. Não eu quero ficar aqui, vamos meter gostoso aqui, se aparecer alguém que se foda.

Como o capô do carro ainda estava quente, abri o porta malas sentei e mandei ela senta de costa para mim ali, e ela sentou gostoso, que delícia;

(Eu) – Delícia, está gostando do Cafajeste aqui está? Hummmm delícia

(Mel) – Estou adorando, está muito gostoso hummmmmm caralho você é gostoso de mais.

Depois de um tempo já com o capô do carro frio, levei ela novamente;

(Eu) – Vem, agora quero seu cuzinho posso?

(Mel) – Não meu cuzinho não, só dei ele duas vezes e nem.foi para meu marido, foi para meu primeiro namorado.

(Eu) – Eu já imaginei, te falei que seu marido é um frouxo, mas também percebi que você não é virgem do cuzinho quando estava te chupando e enfiei o dedinho o seu cuzinho, você gemeu e gostou.

(Mel) – Você é um puto isso sim.

Coloquei ela agora deitada no capô, levantei o vestido e chupei aquele cuzinho, lambuzei todo, enfiei um dedo, dois, ela aceitou e gemeu, cachorra safada, adora dar o cuzinho mas o corno do marido nem.deve saber que ela gosta disso, coloquei a cabecinha do meu pau e fui empurrando;

(Mel) – Aí devagar, seu pau é grosso, ahhh caralho meu cu, vai devagar FDP, hummmmmm aiiiii.

Enfiei tudo e tampei a boca dela, ela chegou a empinar aquele rabo gostoso, fui colocando e tirando colocando e tirando;

(Eu) – Puta safada, é isso você gosta, de dar esse rabo gostoso, todo apertadinho que tesão, vou encher esse cu de porra e você vai para casa assim, toda dolorida.

Ela começa a rebolar no meu pau freneticamente, tirei a mão da boca dela e meti;

(Mel) – Vai seu Fdp então mostra que você é o cara e me.fode, enfia no meu rabo, quero pau, enfia deliciaaa adoroo dar o cu, confesso que fiquei com medo de doer depois de quase 10 anos sem dar ele para ninguém. Agora que foi vai, mete gostoso no meu cu porraa, hummmmm que deliciaaa, aiii aiii ahhhhhhh CARALHOOOOO UIIIII, está doendo mas está gostoso de mais, ahhhhh.

Segurei firme na cintura dela, quando vejo uma luz numa casa acesa, e alguém puxando a cortina para ver, mas ela não percebe, e eu nem aí contínuo metendo, puxo o cabelo e meto com.força até gozar;

(Eu) – Aiiii caralho que cu gostoso, hummmmm, estou gozando nesse cuzinho gostoso safada. Aiiiiiii delícia, quero que vá para casa assim, com o cu cheio de.porra.

Tirei meu pau e escorreu tudo nas pernas dela;

(Mel) – Nossa, aiii, você acabou comigo, nossa que delícia, que foda gostosa.

(Eu) – Podemos ter isso sempre, é só você me obedecer, sua putinha.

(Mel) – Eu te obedecer como assim?

(Eu) – hoje você vai chegar com o cuzinho cheio de porra na próxima sexta vai chegar com a boceta, quero que você transforma ele em um corninho manso.

(Mel) – Você é louco só pode, kkkkkk. Mas eu gosto, eu topo, aliás temos apenas um mês para aproveitar.

(Eu) – Isso mesmo, apenas um mês, depois disso se você quiser vai ter que agendar um dia e horário. (Mel) – AFF você se acha, convencido de mais.

(Eu) – E você gosta que eu sei.

Ela tirou o vestido limpou as pernas, e a pessoa na janela olhando.

(Mel) – Cade minha calcinha? Preciso chegar em casa de calça né.

(Eu) – Calça e sem calcinha porque essa aqui é minha.

(Mel) – Para de loucura, me devolva.

(Eu) – Não, vamos embora.

Ela então vestiu a calça sem a calcinha, e fomos.embora, ela me deixou no metrô, mas antes de eu descer, ainda dei uns beijos nela, e percebi que sua calça estava melada;

(Mel) – FDP quero ver eu chegar em casa desse jeito, aiaiai e agora.

(Eu) – Se vira e toma cuidado gostosa.

Desci do carro e fui embora.

No sábado, ela chegou de legue, desceu do carro e me deu uma piscada, e foi rebolando, pegou e puxou a legue para cima, deu para ver aquele fio dental rosa naquele rabo gostoso.

Por Whatsaap…

(Eu) – Você quer ficar sem calcinha de novo hoje né?

(Mel) – Nunca mais, você é louco, só fiz para fé provocar, ontem cheguei em casa o corno ainda não estava, fui tomar banho, ele chegou todo suado e entrou no banho comigo, viu minha calça jeans molhada e perguntou o que era, eu disse que era o tesão que eu estava por ele. Kkkkkk

O corno veio me pegou de quatro, falou que minha boceta estava diferente, mais gostosa, mais molhada do que o normal, gozou rápido coitado, fomos para a cama e dormiu.

(Eu) – Hummmm que delícia, adoro isso, e aí vamos da uns beijos hoje?

(Mel) – Hoje é só uns beijos, porque o corninho já vai está em casa esperando.

(Eu) – Esperando a esposa putinha com porra na boca, e na sexta na bocetinha, adorooo.

(Mel) – Seu puto, você está me deixando louca por você, isso não pode acontecer.

(Eu) – Nem.me fala isso, não pode mesmo hein, aqui é só um lance kkkkk

(Mel) – Eu sei bem seu safado. Gostoso.

Beijos até mais tarde.

E foi isso aí galera, ficamos assim um mês todo, de segunda a sábado, sendo que nas sextas feira com mais tempo nós aproveitávamos mais. Esse foi o retorno do Cafajeste, gostaram? Rsrs eu adorei.

Desculpem aí pelos erros, eu escrevo o texto todo pelo celular e as vezes podem ter erros aí por causa do digitador.

Bom mais é isso, vamos esperar pelas próximas aventuras.

 

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *