A caminho do altar

 

Me prensa contra a parede , me abafa a fala com um caloroso beijo , sua mão boba já se esconde por baixo do meu vestido preto com flores de girassol , justo na cintura mas todo soltinho no quadril , seu corpo embrasado já começa me aquecer.
Aperta minha bunda , aperta minha cintura aperta seu quadril de encontro ao meu. Sinto em meu púbis a sua ereção.
Em um breve momento para respirar digo:
– Pare com isso , não podemos fazer isso vão nos pegar aq…
Mau termino minha fala , sua boca cala novamente a minha . Que loucura estamos fazendo eu pensava , sem poder falar ele continuava , aperta aqui, apalpa ali , invadi minha minuscula calcinha penetra seu dedo dentro de mim , retira levando até minha boca e diz:
-Você é safada
E volta me beijar
Para e diz:
– Vira não tenho muito tempo.
Meu corpo já embrasado o obedece. Ele desce minha calcinha que no fim se enrosca no salto , nosso tempo e muito curto . Coloco minha mão apoiada a parede , e já com sua calça social preta nos tornozelos ele mira seu grande pau em minha bucetinha molhada empurra de uma só vez , e depois várias e várias vezes. Batendo em minha bunda, arranhado minha costas , eu tendo que gemer baixinho , porque a pessoas muitas pessoas do lado de fora e uma delas pode estar na frente da porta.
Me Fode quero gritar , mas não posso
Apenas aproveito o momento, sinto sua respiração e seu sussurrar em meu ouvido.
– Safada eu não quero te deixar
Não respondo nada , para o momento eu só quero aproveitar . Minha respiração acelera , junto ao coração que bate forte e as pernas que começam a barbear depois de minha gozada , o ajudo pois agora é a sua vez.
– Isso vai me Fode , me Fode e goza pra mim meu macho.
Ele me agarra forte o quadril , e sinto sua ejaculação em mim. Eu tremo ele treme, me a jeito e o ajudo a se ajeitar.

Abro a porta vagarosamente e observo não há ninguém, saio em direção a igreja , a noiva já esta chegando o alvoroso começa.
Onde está o noivo? , alguém pergunta.
Finjo demência , dou de ombros e vou para o meu lugar sou uma das madrinhas.

Pela lateral o noivo entra , nós nos entreolhamos e só de imaginar já me vem o calor.

– Lá vem a noiva
A mancha nupcial toca , o pai entra entregando a sua filha ao homem que por muito tempo até a poucos instantes foi meu.

Será que acaba aqui?

Tags:,

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *